Projeto Kaeru: voltar e transformar

Kaeru significa em japonês, entre outras coisas, voltar e transformar. Nome bastante adequado para batizar um projeto - abraçado pela Secretaria Municipal de Educação em parceria com o Instituto de Solidariedade Educacional e Cultural (ISEC), com o objetivo oferecer suporte a brasileiros que estão retornando ao País, depois de terem passado muitos anos no Japão.

Principalmente as crianças, quando retornam, apresentam muitas dificuldades de aprendizado. Muitas delas não estão necessariamente vinculadas à língua, mas à problemas relativos às diferenças culturais entre os dois povos, que ocasionam dificuldades de relacionamentos interpessoais ou de readaptação à sociedade brasileira.

O projeto teve início no ano passado na rede municipal de ensino, mas já existe desde 2003, na rede estadual, em parceria com apoio da Fundação Mitsui Brasileira, como um projeto de "inclusão de filhos dos dekasseguis às escolas públicas do Estado de São Paulo".
Atualmente, cerca de 250 crianças nessas condições estão matriculadas em escolas da rede municipal de ensino. Neste 13 de abril, representante do Ministério de Educação do Japão, Megume Yuki, visitou duas dessas escolas, ambas localizadas no bairro do Carrão, Zona Leste da Cidade: EMEFs Bartolomeu de Gusmão e Lutécia.

Todos sabemos que São Paulo é, possivelmente, a maior colônia japonesa do mundo - fora do Japão, é claro. E o bairro do Carrão concentra grande contingente dessa comunidade.

O Projeto Kaeru se reveste de grande importância e é um reforço psicológico para a reinserção das crianças em nossa cultura, para que não se tornem "Lost in Sampa" (numa analogia ao Blog de um colega brasileiro no Japão, o Alexandre: "Lost in Japan", o qual recomendo).

Comentários

Silvia Masc disse…
Apesar de todos os problemas que temos, Sampa tem coisas fantásticas, a exemplo esse projeto.

beijinho e bom domingo.


Publiquei o seu post aqui: http://longevidade-silvia.blogspot.com/2010/04/precisamos-de-lei-para-garantir.html
kito_shim disse…
Apoiado!

Gostei MUITO do seu blog, sou paulista de nascença e coração e como descendente de oriental, amo todos os movimentos relacionados à cultura oriental em Sampa. Se puder, visita meu blog, o Mano Cdf. Te espero lá, abraços.

Postagens mais visitadas deste blog

Penha de França: o bairro mais antigo

Cidade Compacta - o que é isso?

SP 2040, Visão e Plano de Longo Prazo para Sampa