Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2009

Adeus, Goffredo!

“O Estado legítimo é o Estado de Direi­to, e o Estado de Direito é o Estado Constitucional” (TELLES, G.S.) A grandeza desse advogado militante e constitucionalista histórico está gravada na história de nosso país.
Goffredo Carlos, paulistano, nasceu em 16 de maio de 1.915. Adotou o nome de Goffredo da Silva Telles Junior para não ser confundido com o pai, Goffredo Teixeira.

Era muito jovem quando participou, como soldado, do maior movimento cívico de nosso Estado - a Revolução de 1932 - que visava a derrubada do Governo Provisório de Getúlio Vargas e a promulgação de uma nova Constituição para o país.

Poucos anos depois, em 1940, iniciou sua carreira docente na Faculdade de Direito da USP, onde lecionou cerca de 45 anos e participou de diversas instâncias incluindo a Vice-Reitoria (1966-69) e a organização e primeira chefia do Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito (1970-74). Antes de se aposentar recebeu o título de "Professor Emérito" da Universidade de São Paulo, …

Rede de Comércio Solidário da Cidade

Foi aprovado na Câmara Municipal nesta 5ª feira, 25/06, o projeto que institui o Programa de Incentivo à Rede de Comércio Solidário da Cidade de São Paulo, de autoria do vereador Floriano Pesaro.

A iniciativa foi embasada no Programa “Roda da Cidadania” que teve seu início com a instalação da Loja Social (na Rua Libero Badaró nº 561, Centro) em 2003, inaugurado em 2004 e oficializado por decreto em 2008, com o propósito de identificar as experiências exitosas de inclusão social, geração de renda e empreendedorismo existentes nas diferentes regiões da cidade.

Nessa época, Floriano era o Secretário Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo.

Contando com a participação de organizações sociais que compartilham suas melhores práticas na área de empreendedorismo, geração de renda e comércio solidário, potencializou as oficinas de trabalho e os produtos artesanais para comercialização.

Isto porque o artesanato hoje é considerado um instrumento de melhoria e distribuição de r…

Instituto Vladimir Herzog

Quando perdemos a capacidade de nos indignarmos ante atrocidades sofridas por outros, perdemos também o direito de nos considerarmos seres humanos civilizados (Vladimir Herzog)

São Paulo ganha mais um espaço de reflexão e produção de informação voltada ao Direito à Justiça e ao Direito à Vida. Esta é a missão do Instituto Vladimir Herzog, cuja cerimônia de lançamento ocorre nesta semana.

Segundo os fundadores, o Instituto tem três objetivos: 1.Organizar todo o material jornalístico sobre a história de Herzog, o “Vlado”, tornando esse espaço uma importante fonte de pesquisa para estudantes e profissionais.2.Debater o papel do jornalista, visto que Vlado procurava “sempre promover o jornalismo de qualidade, verdadeiro e, acima de tudo, responsável”. Nesta sessão haverá espaço para discussão de novas mídias e da evolução do jornalismo face a novas ferramentas de trabalho.3.Promover, junto com o Sindicato dos Jornalistas de SP, o “Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos H…

Jogos na Praça

Imagem
Jogos como dominó, xadrez, damas, baralho são uma forma de lazer que persevera no tempo e ganha gerações nas praças públicas de inúmeras cidades do país. Aqui em Sampa não poderia ser diferente.

Lembro-me que desde criança via as pessoas mais idosas do bairro se encontrando diariamente nas mesinhas de concreto da pracinha próxima de casa para jogar dominó. Era muito divertido passear por lá, comer algodão doce ou tomar sorvete ao som dos “click, click” das pedrinhas na mesa.

Os anos passam e a atividade continua. É um costume que resiste ao crescimento da metrópole, ao aumento dos ruídos do tráfego e ao intenso movimento dos carros e das pessoas pelas ruas. Nada move os jogadores de seus lugares, de tão compenetrados que ficam em cada partida.

É só passar por uma pracinha, em qualquer bairro da cidade, que lá estão eles reunidos em volta das mesas jogando, rindo, gritando as clássicas palavras dos jogos: “eu passo”, “bati”, “truco” e por aí vai.

Em muitos bairros eles estão organizados em…

Arte na Caçamba

Imagem
“Minha paixão são as coisas novas, ainda com cheiro de lembrança...”
É isto o que diz o artista plástico Rogério Teiji Hirata, o Rogerinho, que mora no coração da cidade e tem seus olhos muito bem atentos a tudo o que acontece ao seu redor.

Com 27 anos de idade, já há algum tempo vem realizando seu trabalho intervindo na paisagem urbana na cidade. Um desses trabalhos mais recentes é o de “arte da caçamba”.

Segundo Rogerinho: ‘’As caçambas que armazenam lixo urbano contém uma história própria. Materiais rejeitados pela sociedade compõem formas complexas dentro dessas salas de espera a céu aberto, camufladas pela rotina, pelos nossos hábitos, pela correria. Por quê não mudar um pouco essa história?”

Caçamba na Rua Albuquerque Lins: madeira, gesso, papel, plástico, folhas, concreto... Os registros fotográficos são de Fernão Prado.


















Outros trabalhos de Rogerinho podem ser vistos nos links: http://www.flickr.com/photos/japa_rg/ e
http://www.psygarden.be/gallery/v/3D-Constructions/Geometra/

Destaq…

XIV Festa do Imigrante

O Memorial do Imigrante reunirá, nos dias 21 e 28/06 (próximos domingos), mais de 30 nacionalidades e etnias que divulgarão as manifestações culturais de seus povos, resgatando a história dos mais de 2,5 milhões de imigrantes que chegaram a São Paulo em fins do séc. XIX e início do séc. XX e que passaram pelo prédio da hospedaria.

Dentre eles estão descendentes de búlgaros, portugueses, lituanos, japoneses, russos, libaneses, indianos, chineses, espanhóis, africanos e ucranianos.

Haverá Feira de Artesanato, apresentações de danças e músicas folclóricas. Mais de 25 barracas estarão montadas ao longo do Memorial oferecendo comidas típicas muito apreciadas no universo gastronômico da cidade e do Estado de São Paulo.

O Memorial do Imigrante fica na Rua Visconde de Parnaíba, 1.316, Mooca – próximo ao Metrô Bresser. Informações sobre a programação, visite o site: http://www.memorialdoimigrante.org.br/

Dica da minha amiga Danielle de Freitas.

Reduzir as distâncias - necessidade imperiosa

Moradia, trabalho e lazer são as principais funções sociais dos cidadãos que devem ser aproximadas quando se propõe o planejamento urbano da cidade, visto que, a longo prazo, um dos objetivos do desenvolvimento urbano sustentável é a criação de uma estrutura flexível para a comunidade, propiciando um convívio saudável - com rotas para caminhadas e ciclovias, reduzindo o uso do automóvel - e, como consequência, tornando o ambiente mais limpo.

A composição de atividades sobrepostas permite maior convivência e reduz as necessidades de deslocamento em automóveis, a energia utilizada para transporte, o congestionamento e melhora a qualidade do ar, pois reduz a emissão dos gases que provocam o efeito estufa. Este fato estimula o cidadão a caminhar ou andar de bicicleta, em substituição ao automóvel, e reduz a necessidade de utilização do transporte público.

O setor de transporte público é, provavelmente, um dos mais difíceis de ser resolvido, requerendo para tal uma forte intervenção das polí…

Passagem Literária da Consolação

A Passagem Literária da Consolação está localizada na antiga passagem subterrânea existente entre a rua da Consolação e a avenida Paulista.

Era um local bastante depredado. Muitos pedestres se arriscavam a atravessar a Consolação no meio do tráfego intenso, temendo serem assaltados se utilizassem a passagem.

Em 2005, a Prefeitura (Subprefeitura da Sé) reformou o local transformando-o em um espaço cultural. Desde então, a Passagem abriga programação cultural variada realizada pela Associação Via Libris de Livreiros, - nove vendedores de livros usados, que cuidam da manutenção do local e mantém a banca de livros usados.

Além disso, a Passagem também tem uma vitrine para exposição de fotos e outras formas de arte. Alguns destaques como serigrafias de Carybé - baseadas na obra de Jorge Amado, roupas e adornos indígenas - com figurino da artista Cleide Fayad, a instalação "Realidade Reciclável" - do artista Marcelo Machado, apresentações musicais na Virada Cultural, dentre inúmeras …

101 anos da Imigração Japonesa

Imagem
Em 18 de junho de 1908, o vapor Kasato Maru aportou em Santos, transportando quase 800 imigrantes japoneses para trabalharem como lavradores nas fazendas de café. Na cidade de São Paulo os japoneses exerceram funções de copeiros, jardineiros, motoristas particulares, alfaiates, tintureiros, dentistas e fotógrafos.
O auge da imigração japonesa se deu nos anos 30. Até o início da Segunda Guerra, perto de 190 mil imigrantes deram entrada no Brasil e hoje estima-se que a colônia japonesa totalize cerca de 1,2 milhões de pessoas. A maior parte vive hoje no bairro da Liberdade, Aclimação e Jardim da Saúde, mas são encontrados em alguns bairros distantes do centro, como na Vila Carrão, na Zona Leste.
Mas a Liberdade é o verdadeiro bairro oriental da cidade com seus restaurantes, mercearias, lojas de roupas típicas, de eletrônicos, de peças exclusivas da cultura japonesa, de casas de terapias orientais - massagens, acupuntura -, de escolas de lutas marciais, de templos budistas, de livrarias …

Feriado na Cidade

Imagem
São Paulo se transforma num feriado prolongado.
Na véspera, aquela loucura das pessoas que esperam que o dia passe mais rápido do que normal. Corre-corre para todos os lados, realizam as tarefas no trabalho, em casa, na escola ansiosos pelo final do dia.

Ontem esta cidade bateu todos os recordes. O dia frio e chuvoso contribuiu para o trânsito - ponto mais alto de todas as loucuras desta terra - que atingiu 293 km às 19 horas. Para todo o lado que se olhava via-se luzes brancas e vermelhas dos faróis, ouvia-se buzinas estridentes, observava-se rostos irritados, pessoas falando sozinhas ao volante.

Na mídia tudo voltado para isso: trânsito, chuva, saída da cidade. No Twitter vários posts como "tenho que arrumar minhas malas", "malas OK", "quero alguém que faça minhas malas"...
Enfim, amanheceu o feriado.
O som que chega à minha janela é tão suave que me permite dormir até mais tarde. Não saí da cidade e, portanto, poderei aproveitar a pouca paz e tranquilidade …

Árvores da Cidade - 4º Concurso de Fotografia

Imagem
Promovido pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, Senac, Porto Seguro e revista Photo Magazine, o 4º Concurso de fotografias "Árvores da Cidade de São Paulo"já faz parte do calendário de eventos ambientais de Sampa.

Os prêmios para os vencedores incluem cursos livres do Senac, câmeras digitais, livros e assinaturas da revista Photo Magazine.

As incrições são de 20/05 a 07/08/09, e informações podem ser obtidas no site da Secretaria: http://portal.prefeitura.sp.gov.br/secretarias/meio_ambiente/concursofotografia/0001

A foto abaixo foi classificada em 2º lugar, na categoria Relevância, do concurso passado e é de autoria de Jan Van Bodegraven.


Plano Diretor Estratégico - O que é isso?

Imagem
O Plano Diretor é um instrumento básico da política de desenvolvimento e expansão urbana, no qual deverão estar contidos os aspectos físicos, sociais e econômicos desejados pela coletividade para a cidade. É um plano urbanístico legal, aprovado pela Câmara de Vereadores, cuja iniciativa para sua elaboração é privativa do Prefeito. É, ainda, embasado nas normas do Estatuto das Cidades.

Na verdade, o Plano Diretor cria uma série de parâmetros que devem ser regularizados e postos em prática com outras leis e normas, que envolvem, entre eles: regularização do solo, democratização de serviços, proteção ambiental, participação da população nas decisões etc.

Além dos princípios básicos, o plano prevê o zoneamento sócio-econômico da cidade.
Primeiro, a cidade é divida em duas macrozonas: as de proteção ambiental e as de ambiente construído.
Essas macrozonas são, então, divididas em outras zonas: residenciais, industriais e mistas.
Além disso, há ainda zonas especiais por causa de suas característi…

Novos Parques para Sampa

Hoje, Dia Mundial do Meio Ambiente, São Paulo ganha 3 novos Parques Municipais:

Pinheirinho d'Água
Na Subprefeitura de Pirituba/Perus, zona norte, com quase 300 mil m², possui pista de skate, quadras poliesportivas, campos de futebol, churrasqueiras e muitos outros equipamentos.

Tenente Brig. Faria Lima
Na Subprefeitura de V. Maria/V.Guilherme, zona norte, com 40 mil m², pista para caminhada, campo de futebol, quadras, etc.

Vila Rodeio
Subprefeitura de Cidade Tiradentes, zona leste, com mais de 600 mil m², com ciclovia, paraciclo, quiosques, churrasqueiras, pista de skate, quadras, playground, dentre outros.

Os três parques fazem parte do programa lançado pela Prefeitura em 2008, para a implantação de 100 parques na cidade. São Paulo conta hoje, conforme informações obtidas no Diário Oficial da Cidade, com 58 parques municipais, 63 outros estão em implantação e estão prometidos mais 42 para o final de 2012.

Combate ao Trabalho Infantil

No dia 8 de junho, das 9h às 12h, na Câmara Municipal de São Paulo será realizado o seminário ”Desafios e Perspectivas para a Erradicação do Trabalho Infantil na Cidade de São Paulo”, atividade que faz parte das atividades do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado no dia 12 de junho.

Estão confirmadas palestras de Anna Penido Monteiro (coordenadora do UNICEF Sul/Sudeste do Brasil); Elaine Ap. M. B. Ramos (presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente); Sérgio Midlin (diretor–presidente da Fundação Telefônica Brasil); Maria Alice Setubal (presidente do Centro de Pesquisa para Educação e Cultura - CENPEC); e Yusaku Soussumi (vice-presidente do Conselho Instituto Rukha).

É inadmissível crianças trabalhando, seja nas ruas, nas casas, no comércio. Criança tem de estar na escola, estudando, e no contra-turno escolar, participando de atividades lúdicas e de aprendizado. Educação em tempo integral, ressalta vereador Floriano Pesaro (PSDB), u…

Coleta Seletiva de Lixo

Respondendo ao comentário de Roberta:

Sim, São Paulo possui legislação sobre a coleta seletiva do lixo industrial, comercial e residencial (lei 10.594/91, alterada pela lei nº 13.193/01) e sobre a coleta, destinação final e reutilização de embalagens, garrafas plásticas e pneumáticos (lei 13.316/02) .

O que ocorre é que mesmo disciplinada a questão, a ação do poder público ainda é insuficiente. São poucos os postos de coleta voluntária e restritos os locais onde há coleta porta a porta. O volume de lixo reciclável representa menos de 1% do volume total de lixo produzido na cidade.

Ontem a Câmara aprovou um projeto que instrui a política de mudança do clima na cidade. São diretrizes e metas ambientais, além de um pacote de medidas, como tornar obrigatória a coleta seletiva na capital até 2011.

Além disso, há dezenas de projetos de lei em tramitação na Câmara Municipal com o objetivo de disciplinar o tratamento de lixo tecnológico, a destinação final dos resíduos sólidos dentre outros. Vale…

Uma Política Climática para São Paulo

Na última 6ª.feira o Fórum Humanitário Global, dirigido por Kofi Annan, ex-secretário geral da ONU, lançou um relatório apontando que a mudanças climáticas são responsáveis pela morte de cerca de 300 mil pessoas por ano, em todo o mundo.
Diz, ainda, que em 2030 o número de mortes provocadas pelo impacto do aquecimento global poderá chegar a 50 mil/ano e já terá afetado cerca de 660 milhões de pessoas, ou seja, 10% da população mundial.

“Apesar dos impactos perigosos, o debate sempre foi focado nos efeitos físicos. Esse relatório tem foco no hoje e no lado humano das mudanças climáticas”, afirmou Annan.

Enquanto o mundo se prepara para uma nova rodada de negociações sobre o futuro da regulamentação das emissões de gases do efeito estufa – semana que vem, em Bonn, Alemanha, São Paulo se prepara para a implantação de uma Política de Mudança do Clima.
Hoje está prevista a aprovação do projeto de lei que instrui essa política, que aguarda segunda votação na Câmara Municipal de São Paulo (PL 53…

Semana Mundial do Meio Ambiente

O crescimento econômico e o progresso social, dada a sua recente evolução, tornaram as grandes cidades a principal fonte de degradação ambiental. O impacto das cidades no equilíbrio global do planeta é o resultado do seu peso demográfico, dos padrões de consumo e de mobilidade que lhe são associados.
Os estilos de vida urbana correspondem a aumentos drásticos do consumo per capita de combustíveis fósseis, metais, madeira, alimentos, produtos industriais, etc.
Está em discussão, no momento, em que medida as cidades podem contribuir para a construção de um novo paradigma de desenvolvimento econômico e social que cumpra os requisitos de um desenvolvimento sustentável, tornado-se, assim, "cidades sustentáveis".

Mas o que é ser uma cidade sustentável? Segundo Herald Girardet:
Uma cidade sustentável está organizada de modo a que todos os seus
habitantes possam satisfazer as necessidades básicas e aumentar o seu
bem-estar sem danificar o mundo natural ou pôr em risco as condições de vida…

Coisas de Sampa

Espero que este seja um espaço para troca de informações, divulgação de atividades, discussão de problemas, publicação de fotos, ou seja, para qualquer coisa que aconteça na cidade e que não deve passar despercebida.

É minha estréia como "blogueira" e estou me divertindo com muitos elementos novos, instrumentos e possibilidades para construir, editar, alterar um Blog. Pode ser que, por isso ser tudo novidade para mim, muita coisa ainda mude até que fique num formato acessível e ágil.

Sejam bem-vindos e deixem seus comentários e contribuições.

A que horas se recolhe o lixo?

Você sabe a que horas passa a coleta de lixo na rua da sua casa?
Pelo que parece, muitos paulistanos não sabem. Por isso encontramos lixo em muitas ruas durante o dia ou noite, sem que ninguém recolha. O cidadão, por não saber o horário correto da coleta, deposita o lixo nas calçadas ou mesmo em lixeiras, provocando inúmeros problemas: sujeira, mau cheiro, aumento da população de insetos/ratos e, com a chuva, o entupimento dos bueiros e enchentes.
O Jornal Agora, na edição de hoje, traz matéria sobre a baixa divulgação do serviço de coleta de lixo reciclável, que somente é coletado em 27 locais da cidade. Uma vez por semana, 74 dos 96 distritos da cidade são beneficiados com a coleta seletiva. Mas parece que muita gente não sabe disso.
Na Câmara Municipal tramita um projeto de lei (PL nº 269/09), de autoria do vereador Floriano Pesaro (PSDB), obrigando o concessionário e o permissionário do serviço de coleta de resíduos sólidos a divulgar os dias e horários da coleta nas áreas de sua atu…