Que bicho tem a cara de São Paulo?

Olha só a novidade que encontrei no Blog Bom de Pauta, da jornalista Cláudia Varella. Vou aqui reproduzir o post porque achei muito legal.

"Bentevi, Bugio, Caracará, Caxinguelê, João-de-Barro, Perereca Flautinha, Periquito Rico Picapacu-de-Banda-Branca, Rã-de-Vidro, Sabiá Laranjeira, Saruê, Tico-Tico, Papa-Vento e Tesourão. Qual destes animais silvestres têm a casa de São Paulo? O concurso para escolher o animal silvestre símbolo da cidade foi aberto dia 18 de junho e vai até outubro.

A lista foi elaborada por técnicos da Divisão de Fauna com a colaboração de professores e pesquisadores do Museu de Zoologia/USP, do Instituto de Biociências/USP, do Instituto Butantã e das ONGs Save-Brasil e Centro de Estudos. Entre na brincadeira e faça a sua escolha."

Fiquei pensando comigo mesma, paulistana desde o berço, qual desses animais passou pela minha vida e concluí que foi o Bem-te-vi (prefiro escrever dessa forma, pois foi assim que aprendi e não estou certa de que a reforma ortográfica tenha alterado a grafia).
Esse pássaro sempre me intrigou. Quando bem pequena vários deles cantavam num bosque próximo de casa (sim, São Paulo já teve inúmeros bosques muito próximos das casas). Minha mãe costumava dizer que se eu e meus irmãos não nos comportássemos, o passarinho vinha direto contar para ela as nossas travessuras gritando: "bem-te-vi, bem-te-vi...". E a gente acreditava.

Já adulta, morei na Barra Funda, mas quando passava pelas ruas de Higienópolis, geralmente bem cedinho, ouvia os bem-te-vis se divertindo nas copas das árvores da Praça Buenos Aires. Ainda hoje, principalmente na primavera e no verão, eles vêm me acordar pela manhã, beber água na minha sacada e twittar com seus amigos na minha janela.

Sobre o Bem-te-vi

Ou bentevi, bem-te-vi-de-coria, tiuí, siririca (quando fêmea) ou triste-vida, são algumas das acepções existentes para esse pássaro de nome científico Pitangus sulphuratus, que provém de pitanga grande (forma como os tupi-guarani o chamavam) e do latim sulphuratus, pela cor amarela como enxofre do seu peito e ventre.

É um dos pássaros mais populares do Brasil e é típico da América Latina. Uma ave de grande capacidade de adaptação, é comumente encontrada nas cidades cantando nos fios de telefone, telhados ou banhando-se em tanques ou chafarizes das praças públicas. Anda geralmente sozinho, mas pode ser visto em grupos de três ou quatro.

E você, qual bicho acha que é a cara de São Paulo?
Para votar, o Bom de Pauta faz a indicação: entre no site da Prefeitura de São Paulo, Portal da Biodiversidade.
Agora, se você tiver alguma história para contar sobre o bicho que escolher, mande para coisasdesp@gmail.com . Publicarei com muita satisfação.

Comentários

René disse…
Buenas, todos os bichinhos são maravilhosos! O escolhido aqui em casa foi o Beija-Flor Tesourão!!!
bjs
MENEZES disse…
Como vc também amo são paulo! A única diferença é que sou carioca! Tenho uma apresentação muito legal no meu blog: "Você conhece São Paulo? Tem Certeza?", se quiser me dar a honra!

Postagens mais visitadas deste blog

Penha de França: o bairro mais antigo

Cidade Compacta - o que é isso?

SP 2040, Visão e Plano de Longo Prazo para Sampa